Pousada Lagoa do Sal, a caminho de São Miguel do Gostoso/RN, tem pimentas exóticas e bem ardidas. Ponha no roteiro.

O casal Daniela e Vinícius do site ‘Provando o Mundo’ passou vários dias em São Miguel do Gostoso, litoral Norte do RN, e, no roteiro gastronômico, não escapou a pousada Lagoa do Sal – localizada na entrada da praia de mesmo nome, distrito de Touros, a uns 12km antes de Gostoso.

Eles apreciaram a plantação das pimentas que o empresário George cultiva em meio aos coqueirais que emolduram o céu azul e circundam a pousada de oito chalés em um espaço paradisíaco, ainda muito virgem.
Os viajantes viram o que constatamos, eu e André, meu marido, em meados de novembro, um lugar cheio de encantos e de uma variedade de pimentas que impressionam os visitantes.

A mais ardida, scorpion moruga, classificada no topo da escala Scoville, com alto teor de ardência, segundo George, não se pode nem abrir o pote. O cheiro forte invade e contamina qualquer ambiente e deixa prurido e ardência pelo ar. Mas, para os apreciadores da iguaria, as pimentas são consumidas e têm seu charme.

A escala Scoville foi criada por Wilbur L Scoville em 1912 e mede a picância de uma pimenta. Para realizar o teste da ardência, uma solução do extrato da pimenta é diluído em água até que a ardência não seja mais detectável. Quanto mais água for necessário para diluir o picor, mais alto ela estará na escala Scoville.

.

Mas o lugar só não tem pimentas. Trilhas de bike, passeios pela beira da praia e uma rede para perder a hora até de ir embora. A pousada foi adaptada a partir de uma casa de fazenda. Foram construídos os chalés com o conforto que os urbanos merecem, além de um restaurante comandado pela mulher do George, além de uma piscina e muita paz para quem quer desfrutar de momentos de relaxamento.

Tags:, , ,