Será que é bacalhau? Curiosidades sobre a iguaria que vai se destacar nesta 6 feira santa.

Como saber se o peixe é bacalhau? Você sabia que bacalhau não é uma espécie de peixe, mas vários? A informação é conhecida por poucos, apesar de o produto ser um dos mais consumidos – especialmente nas datas comemorativas como a Semana Santa e o Natal. Por mais estranho que pareça, a verdade é que três espécies marinhas podem ser vendidas com esse nome. O peixe torna-se “bacalhau” por causa do processo pelo qual estas espécies são submetidas.

Segundo Sandra Prudente, professora de Nutrição da Estácio Ponta Negra, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento somente pode ser denominado como bacalhau o produto salgado ou salgado seco, quando elaborado com peixe das espécies Gadus morhua (Bacalhau Cod), Gadus macrocephalus (Bacalhau Pacífico) e Gadus ogac (Bacalhau Groenlândia), devendo constar, na rotulagem, o nome científico da espécie utilizada.

Quanto ao processo, ele consiste na salga e secura do pescado, explica a professora. O sabor e o valor nutritivo são mantidos. No processo de salga, o bacalhau é colocado em tanques cobertos por quilos de sal e assim fica por cerca de quatro semanas. Durante as duas primeiras semanas o peixe fica em salmoura. Depois, é retirado, lavado e armazenado para permanecer mais uma ou duas semanas descansando em sal. Conforme o tamanho e a espessura do peixe chega-se a trocar o sal mais de uma vez.

Benefícios do Peixe

Os peixes possuem grande quantidade de cálcio, fósforo, ferro e iodo, proteínas de alto valor biológico, além do conhecido Ômega 3, que tem ação antioxidante e anti-inflamatória. “Alguns exemplos de pescados com boa concentração dessa gordura saudável são o salmão, a sardinha e o atum. Sendo assim, seu consumo deve ser feito pelo menos duas vezes por semana, ao invés de apenas na quaresma”, explica a professora.

O bacalhau contém gorduras saudáveis, como o ômega-3 e ômega-6, nutrientes importantes para diminuir o LDL [colesterol ruim], triglicerídeos e aumentar o HDL [colesterol bom], e é importante na prevenção e controle de problemas cardiovasculares, inflamatórias, autoimunes e até câncer, informa.

Tags:, , ,