Faculdade encerra campanha agosto Lilás com palestra “Violência contra a Mulher não tem desculpa”. Hoje, 19h30, na unidade da Zona Norte. #inscriçãogratuita

A faculdade Estácio Zona Norte encerra as atividades da campanha ‘Agosto Lilás’ com  palestra gratuita com o tema: “Violência contra a Mulher não tem desculpa”. O evento acontece nesta quinta-feira (30), às 19h30, nas instalações da faculdade, que fica localizada na Rua Henrique Dias, no bairro Igapó, zona norte de Natal. As inscrições são gratuitas e feitas na hora do evento. O público alvo são as mulheres da região.

Alan Corrêa de Macêdo, coordenador do Projeto  EducaJus, membro do Comitê de Atenção às Mulheres Presas e Egressas do Sistema Prisional do RN – SPM/RN e membro da Comissão do Estudante de Direito – OAB/RN é o palestrante que irá abordar os direitos garantidos às mulheres e quais os mecanismos para reivindicar a efetivação deles.

No Centro de Referência da Mulher Elizabeth Nasser, equipamento da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SEMUL), a maioria da demanda é proveniente da zona norte da capital, com cerca de 70% do total.

O Rio Grande do Norte, em relação aos índices de violência contra mulher, tem dados preocupantes: de acordo o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), o estado tem 15 mil processos judiciais relacionados a crimes contra a mulher e é o quinto estado do Brasil com mais casos de violência doméstica. Nos últimos três anos, cresceu o número de mulheres assassinadas. De 2015 a 2017, o percentual de mulheres mortas, em decorrência da violência doméstica, subiu 34,2%.

Tags:, , , ,

Doar e reciclar. ‘Um Caderno , um futuro’ faz o bem a quem não tem e preserva o meio ambiente. Participe.

Já sabe o destino dos cadernos escolares usados esse ano? Olha só que ideia legal que já entra em sua terceira edição. Essa encantadora história vem da estudande de psicologia, Arícia Gusmão,23 anos, que resolveu, há 2 anos, lançar uma campanha ‘Um caderno, um futuro’. A ideia é recolher os cadernos usados, dar uma repaginada para serem doados a estudantes carentes e com isso reduzir o desperdício e preservar o meio ambiente.

“Para a reutilização dos cadernos conto, principalmente com a ajuda da minha avó Rosa Araújo, além de voluntários, amigos e familiares que selecionam as folhas, capas e arames que estão em bom estado e que podem se transformar num bom caderno” explica a universitária que já está em campanha para esse ano.
“O objetivo além da doação a estudantes carentes, também é a redução de lixo. Arrecado cadernos usados ao invés de novos” ressalta a estudante que diz satisfeita com os resultados dos anos anteriores e continua com o propósito de contagiar mais famílias para, além da doação, plantar a cultura da diminuição de resíduos. Essa é a ideia da Campanha ‘Um caderno, um futuro’.

“Somando as duas campanhas anteriores, já arrecadamos mais de três mil e produzimos cerca de mil cadernos. Espero esse ano receber mil e quinhentos cadernos a serem transformados. A divulgação pela mídias sociais e também pela imprensa me ajudam a difundir a ideia”.

Quer participar?
Postos de coleta:
Clínica Mater:Rua Assu, n. 669, próximo ao restaurante Cassol
Colégio CEI da Romualdo Galvão em horário comercial.

Tags:, , , , , ,

Campanha Julho Verde conscientiza a população sobre o câncer de cabeça e pescoço.

O Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço é celebrado no dia 27 de julho. A Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP), que vem há 50 anos buscando o melhor para a prevenção e tratamento da doença, promove durante todo o mês de julho atividades de conscientização e informação no combate a este tipo de câncer.

Em apoio à campanha da Associação de Câncer de Boca e Garganta (ACBG), que tem por iniciativa estimular a prevenção “boca a boca”, sendo a boca um dos alvos da doença, e dela deve sair a mensagem de alerta, a SBCCP e seus institutos parceiros chamam a atenção de toda a população para a importância dessa prevenção e a urgência de implementação de políticas públicas por parte das autoridades de saúde.

No Rio Grande do Norte, a campanha é coordenada pelo vice-presidente da SBCCP, Dr. Luís Eduardo Barbalho de Mello.

Confira a programação do JULHO VERDE no RN:

08/07 – 9h – Ação no Parque das Dunas
10/07 – 14h – Audiência Pública na AL/RN
14/07 – 14h – Seminário na UERN em Mossoró/RN

Tags:, , ,

Depressão, o mal do século. Campanha Setembro Amarelo alerta para a prevenção de suicídio #prevenir #diagnosticar #enfrentar

Não é fácil admitir a doença, os familiares devem estar muito atentos para oferecer ajuda e intervir em quadros que julgam passageiros e,  muitas vezes, já estão num grau para intervir com medicamentos. Muitos têm vergonha de verbalizar o que sentem por se sentirem fracassados, mas a atenção e o amor nesse momento são primordiais para a cura. Veja a seguir a entrevista com a psicóloga, Sarah Lopes, especialista no assunto.

sarah-lopes-psicologa-do-hapvida-saude

Foto: Divulgação. Sarah Lopes/Psicóloga

A campanha Setembro Amarelo, que acontece em todo Brasil, tem como tema a prevenção do suicídio. Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) todos os anos são registrados cerca de 10 mil suicídios no Brasil e mais de um milhão de casos no mundo. A identificação dos fatores de risco e de proteção é apontada pela ABP como fundamental para a prevenção do suicídio, tornando indispensável a qualidade no atendimento em todos os níveis de atenção para que que os fatores de risco sejam reconhecidos.

Entre os fatores de risco, o diagnóstico precoce das doenças mentais como a depressão é fundamental para a prevenção. Sarah Lopes, psicóloga do Hapvida Saúde, ajuda a entender melhor esse transtorno tão comum hoje nos consultórios. “Apesar de ser uma queixa comum nos consultórios de psicologia, a depressão requer um certo cuidado no diagnóstico. É comum o paciente apegar-se a este rótulo e acabam apresentando sintomas só de ouvir de um profissional ou amigo que pode estar com depressão.  Após a avaliação em muitos pacientes percebemos que não se trata de um transtorno e sim de uma tristeza que esperamos que passe em breve”.

Para a ABP, ao lançar, em 2014, a cartilha intitulada “Suicídio: informando para prevenir” as entidades médicas acreditam em uma sociedade engajada na defesa pela vida e em gestores comprometidos com políticas públicas que realmente transformem este cenário, já que é possível prevenir o suicídio, desde que os profissionais de saúde, de todos os níveis de atenção, estejam aptos a reconhecerem os seus fatores de risco.

A psicóloga do Hapvida explica que a avaliação dos sintomas e a duração dos mesmos são importantes para diferenciar a depressão da tristeza. Para isso, é importante entender se o paciente está vivenciando algo que esteja gerando a tristeza, como a perda de um ente querido, uma recente separação ou a perda de um emprego.

“Entretanto, caso o paciente esteja apresentando sinais de tristeza, irritabilidade, desânimo, explosões de agressividade, alteração do apetite, do humor, choro abusivo sem motivo aparente por mais de duas semanas, é hora de procurar ajuda adequada, já que estes podem ser sintomas de depressão e somente o psiquiatra pode orientar qual será o tratamento adequado para cada caso.”, detalha Sarah.

Diagnosticada a depressão o tratamento será direcionado de acordo com o quadro clínico. O paciente pode vir a fazer uso de medicamentos como antidepressivos que auxiliarão no tratamento e na retomada do convívio social. A psicoterapia auxilia o paciente no trabalho do autoconhecimento e na identificação das situações que causam insatisfação e na solução destes conflitos. A psicóloga do Hapvida aponta ainda os benefícios da meditação como opção de terapia coadjuvante ao tratamento.

 

Tags:, , , , ,