Amanhã tem mais uma edição da Arca de Noé em Ponta Negra. Artesanato e apresentação do músico Edmilson Cardoso.

Amanhã em Ponta Negra será realizado mais uma edição do evento cultural bazar Arca de Noé, idealizado pela paisagista Lígia Smith. Artesãos estarão reunidos para divulgar produtos feitos com muito amor.

Troca de brinquedos, venda de artesanato e comidinhas, além de uma oficina em mosaico estão na programação que terá início às 9h da manhã e vai até 17h. Para essa edição, às 16h, os visitantes terão como apreciar o músico Edmilson Cardoso, percussionista da Orquestra Sinfônica do RN e da Banda Sinfônica de Natal Edmilson Cardoso.

Há nove anos, Lígia mantém o espaço Bio Flora Viveiro de plantas na rua Praia de Genipabu em Ponta Negra, voltado para atender sua clientela de paisagismo e recuperação de plantas. E, para aproveitar o lugar onde a natureza e a brisa do mar convivem em perfeita harmonia, ela resolveu abrir para eventos já que tem uma estrutura coberta com cozinha e equipamentos para festas e confraternizações.

O bazar acontece mensalmente e tem por finalidade destacar o trabalho artístico e cultural de quem quiser expor, e, por outro lado, uma opção para as famílias aproveitarem o domingo.

A artesã Rosangela Branco e Lígia Smith

Tags:, , ,

Domingo é dia do bazar Arca de Noé em Ponta Negra. Feirinha de artesanato e troca de brinquedos fazem parte da programação.

Neste domingo, Ponta Negra acolherá um evento cultural pelo qual artesãos terão uma oportunidade em divulgar produtos feitos com muito amor. Trata-se da terceira edição do bazar Arca de Noé, idealizado pela paisagista Lígia Smith.

Troca de brinquedos, venda de artesanato e comidinhas, além de uma oficina em mosaico estão na programação que tem início às 9h da manhã e vai até 17h.

A artesã Rosangela Branco e Lígia Smith

Há nove anos, Lígia mantém o espaço Bio Flora Viveiro de plantas na rua Praia de Genipabu em Ponta Negra, voltado para atender sua clientela de paisagismo e recuperação de plantas. E, para aproveitar o lugar onde a natureza e a brisa do mar convivem em perfeita harmonia, ela resolveu abrir para eventos já que tem uma estrutura coberta com cozinha e equipamentos para festas e confraternizações.

O bazar acontece mensalmente e tem por finalidade destacar o trabalho artístico e cultural de quem quiser expor, e, por outro lado, uma opção para as famílias aproveitarem o domingo.

Tags:, , , , ,

Escolas de Natal discutem ‘Baleia azul’ entre família, estudantes e especialistas em psicologia e segurança na internet

Há alguns dias, dois assuntos nas redes sociais estão chamando a atenção dos adolescentes, dos educadores e dos noticiários: o jogo “Baleia Azul”, que contém 50 desafios envolvendo automutilação e atividades de risco, sendo o último deles tirar a própria vida: só assim o participante ganha o jogo, e a série do Netflix, intitulada “13 Reasons Why” (Treze razões do porquê).

Escolas já tratam o assunto na pauta das reuniões com os pais e também na orientação aos estudantes. Exemplo disso é  o NEC/Pinguinho de Gente que agendou um encontro  dia 02 de maio com a família, após a psicóloga Patrícia Mota da instituição e do especialista em segurança em internet, Rodrigo Jorge já terem conversado sobre o tema com os alunos na última sexta-feira.

Imagem: Gabi Emiliano - Peru

O caminho sempre será o diálogo entre pais e adolescentes

Na adolescência é sempre tudo ou nada, logo, cuidar da prevenção e de cuidados visando orientar os filhos sobre esses temas se faz cada vez mais necessário. “Estamos vivendo em uma época que compreender e dialogar está algo cada vez mais distante, principalmente com o advento da vida virtual. O encontro é de grande importância, pois serão abordados temas que estão à tona, assuntos tabus como suicídio, tanto no jogo baleia azul, como na série 13 Reasons Why”, explica a psicóloga Patrícia Mota.

“Todos os envolvidos precisam estabelecer diálogos sobre o tema, abordar com seriedade o assunto, sem o receio em conversar os temas, pois por vezes se acredita que manter algo em silêncio é a melhor forma de esquecermos um assunto, no entanto, sabemos que conversar e esclarecer são caminhos que orientam quem está em uma idade de transição como os adolescentes”, conclui Patrícia Mota.

 

 

 

Tags:, , , ,