O Senhor nos alerta sobre a ganância que afasta a graça da vida. O apego exagerado aos bens materiais aprisiona. Eis o bom dia de Albany Dutra.

Bom dia a todos!

“Atenção! Tomai cuidado contra todo tipo de ganância porque mesmo que alguém tenha muitas coisas, a vida de um homem não consiste na abundância de bens”… Mas Deus lhe disse: ‘Louco! Ainda nesta noite, pedirão de volta a tua vida. E para quem ficará o que tu acumulaste?’ Assim acontece com quem ajunta tesouros para si mesmo, mas não é rico diante de Deus. Lc 12,15,20-21.Sagrada-Famíliapessoas a agirem assim. Eu tenho que ter… As pessoas gananciosas geralmente são vazias de bens interiores, das virtudes dadas por Deus, como: amor, perdão, cuidado, gratidão, diálogo, caridade…

A mensagem que o Senhor nos quer transmitir não é que seja pecado ter bens ou dinheiro. Principalmente se foi ganho honestamente com o suor de nosso trabalho. O homem agradável a Deus tem que ser rico em caráter, sensatez, justiça, transparência e verdade. Nossa vida é breve. Não sabemos se estaremos vivos daqui a poucos minutos. Então, o que vale nesta vida é utilizarmos os nossos bens em vida, tirando uma parte para ajudar o próximo. É enriquecermos o coração de bens espirituais e virtudes, a fim de deixarmos um rastro delas no coração das pessoas. Deixemos de ser avarentos e gananciosos! Antes que Deus peça nossa vida de volta. Construamos no nosso coração um celeiro repleto do amor de Deus,para que possamos usá-los diariamente a nosso favor e a favor do nosso próximo. O maior patrimônio que devemos deixar para os nossos familiares são bens duráveis, que nunca se acabarão. Esses são os nossos bons exemplos de amor, honestidade, atenção, carinho, ética, respeito, caridade… São essas riquezas que nos garantem o céu! Via Por Albany Dutra. 17/10/2016.

Tags:, , , ,