#Bloomsday UFRN celebra obra do irlandês James Joyce com musical e palestras.

A 31ª edição do Bloomsday acontecerá de 12 a 14 de junho. Os organizadores do evento, professores Ana Canan e Marcelo Amorim, do Grupo de Pesquisa em Estudos Irlandeses da UFRN, divulgam a programação que será realizada no Auditório ‘D’ do CCHLA, na UFRN, a partir das 9h00, encerrando ao meio dia.
A grandiosidade da obra de James Joyce, reverenciada nas cátedras do mundo inteiro, principalmente em junho, se destacará também aqui na UFRN através de um recital, palestras, e musical que irá reunir universitários, professores e interessados pela cultura irlandesa. O evento é gratuito e as inscrições são feitas no local a partir da assinatura na lista de presença. A frequência mínima de 75% dará direito a certificados.
Programação
A palestra de abertura terá início às 9h do dia 12 e contará com o prof. Prof. Bruce Stewart que abordará “His Veritable Gospel: Sebastian Barry’s Literary Sources in The Secret Scripture”, seguindo-se da apresentação dos contos “Two Gallants”, “A Little Cloud” e “Clay”, de James Joyce, pelos alunos do curso de Língua Inglesa do Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras Modernas – DLLEM.
No segundo dia, o Prof. Lauro Meller fará a palestra “50 years of Sgt Pepper (1967-2017)” e os alunos apresentarão os contos “A Painful Case”, “A Mother” e “Grace”.
O evento se encerra na quarta-feira, com a leitura dramática da peça teatral “Translations”, de Brian Friel, e uma apresentação sobre a música “Marble Halls”, por alunos da UFERSA, além da apresentação musical de Cheyenne Pritchard, assistente de ensino de língua inglesa pela Fulbright/Capes.
Participações especiais
Professor Bruce Stewart, palestrante da abertura, é irlandês, estudioso da obra de James Joyce. Editor da publicação The Oxford Companion to Irish Literature (1996) e ex-Diretor da Biblioteca Irlandesa da Princesa Grace, em Mônaco. Autor de James Joyce (Oxford University Press 2007). Bruce criou o website Ricorso (www.ricorso.net.), e, atualmente, é professor do Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras Moderna – DLLEM, na UFRN.
O Professor Lauro Meller é lotado na ECT/Escola de Ciências e Tecnologia da UFRN, onde leciona Prática de Leitura em Inglês e Práticas de Leitura e Escrita. Lauro Meller tem pesquisas na área de Estudos de Música Popular e fez estágio pós-doutoral no Institute of Popular Music da Universidade de Liverpool, tendo publicado “Poetas ou Cancionistas? Uma discussão sobre música popular e poesia literária”.
Cheyenne Pritchard é americana, formada pelo Amherst College Massachusetts, atualmente exerce a função de assistente de ensino de língua inglesa no Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras Modernas da UFRN, pela Fulbright/Capes, durante o ano de 2017.
Da organização
Marcelo Amorim e Ana Graça Canan são estudiosos da cultura irlandesa e professores do Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras Modernas da UFRN, onde lecionam as disciplinas de Português para Estrangeiros e Língua Inglesa, respectivamente.

Professores e organizadores do Bloomsday, Ana Canan e Marcelo Amorim

Saiba mais sobre o Bloomsday
O Bloomsday é comemorado na Irlanda e pelos amantes da literatura com diversos eventos oficiais e não oficiais. Também é comemorado todos os anos em vários lugares e em várias línguas. Em comum entre os muitos dedicados entusiastas e simpatizantes envolvidos nestas comemorações há o esforço por relembrar os acontecimentos vividos pelos personagens de Ulisses pelas dezenove ruas da cidade de Dublin.
Ulisses narra os acontecimentos vividos pelo personagem Leopold Bloom durante 16 horas do dia 16 de junho de 1904. Joyce estabelece uma série de correspondências com a Odisseia de Homero, seja entre os personagens (Leopold Bloom e Ulisses; Molly Bloom e Penélope; Stephen Dedalus e Telêmaco) seja com referência aos acontecimentos narrados. A obra é considerada um dos marcos da literatura ocidental contemporânea. Bloomsday, comemorado em 16 de junho, é o dia instituído na Irlanda para homenagear o personagem Leopold Bloom, protagonista de Ulisses, de James Joyce.

Informações com Ana Graça (84) 99983 6346

Tags:, , , ,

UFRN celebra a 30ª edição do Bloomsday.

Bloomsday em Natal

Há 112 anos, no dia 16 de junho de 1904, Leopold Bloom sai de casa e perambula pelas ruas de Dublin pensando em Molly. O dia trivial, escrito por James Joyce, é o centro do aclamado romance Ulysses, publicado originalmente em 1922. A data, escolhida pelo autor por marcar o dia em que saiu pela primeira vez com Nora, sua companheira de uma vida, foi apelidado de Bloomsday e é celebrado por fãs de literatura em diversos países.A festa maior é feita em Dublin. Lá, fãs se fantasiam e passeiam pelos cenários do romance, param no centenário Davy Byrnes Pub e fazem leituras da obra do cultuado autor.

Prof. irlandês, Dr. Bruce Stewart ao lado do reitor do UNIRN, Daladier Lima e a coordenadora do Bloomsday, prof, Ana Graça Canan

Prof. irlandês, Dr. Bruce Stewart ao lado do reitor do UNIRN, Daladier Lima e a coordenadora do Bloomsday,  Ana Graça Canan

Aqui em Natal,  o Bloomsday está em sua  30ª edição e foi idealizado pelo Prof. Francisco Ivan da Silva, do Departamento de Línguas Estrangeiras e, nos últimos cinco anos passou a ser coordenado pela Profa. Ana Canan e pelo Prof. Marcelo Amorim, doutores da UFRN.Canan 1

Hoje, uma atividade do Grupo de Pesquisa em Estudos Irlandeses criado em 2012. Esse ano conta com a participação dos alunos da turma de 2016 do curso de Letras/ Inglês do DLLEM que apresentarão alguns contos do livro ‘Os Dublinenses de James Joyce’, além da programação do folder. Os alunos trabalharam os contos na disciplina de Expressão Oral em Língua Inglesa I com o objetivo de desenvolver as habilidades comunicativas na língua-alvo.

O evento gera publicações anualmente.

Confira a programação que começou hoje e vai até a próxima quarta-feira, 15 de junho.Canan 2

 

 

Tags:, , ,