Milagres existem! Propagar o quanto o poder da Fé em Deus é indispensável para mover nossa vida. Há 6 anos sei bem disso.

O sonho de voltar a surfar se realizou

O poder de Deus é presente a cada instante através das mínimas situações que vivenciamos e sentimos, a partir do nosso próprio despertar, basta que percebamos que logo ao acordar  estamos ganhando um presente. Um novo dia.

Um desabrochar de uma orquídea, o nascimento de uma criança, um olhar apaixonado, ou até mesmo o sorriso das pessoas do campo quando a perspectiva de ter um caneco d’água vem dos desenhos das nuvens feitos pelos anjos do Senhor, são outros exemplos de como devemos enxergar a Deus nas coisas simples da vida.

Mas tem ainda as provações de vida, as turbulências, as provocações pelas incertezas e das noites traiçoeiras. Essas são verdadeiramente as provas vivas da fé, da esperança e da confiança que temos um DEUS que cuida, nos ouve e faz, ao tempo dele, o que é melhor para nossas vidas.

E hoje venho agradecer, louvar e bendizer a esse DEUS, que me amparou num momento que o chão desapareceu e eu tive a certeza que ele me levou nos braços numa estrada longa e sem fim para ver meu tesouro que tinha sofrido um acidente grave no interior da Paraíba.

Nas quadras ou no mar , ele está sempre em harmonia com o esporte

Nas quadras ou no mar , ele está sempre em harmonia com o esporte

Muitos parentes e amigos se mobilizaram numa corrente de oração para ele se recuperar, mas quem esteve permanente na evolução, desde o resgate, exames, cirurgia e reabilitação, sabe que a cada avanço, uma prova de amor vinha, uma prova de que milagres existem e ele é um testemunho vivo e feliz desse milagre, completamente sarado e sadio.

miro-surf-2

O detalhe do Espírito Santo no alto da cabeça de Cassimiro. Esse é um sinal.

Essa história aconteceu com Cassimiro, um dos meus tesouros que Deus me deu. Ele teve fé, disciplina e determinação. Ainda contou com Amor de todos que cuidaram e acreditaram que ele voltaria a fazer o que motivava ele a viver, o surf. Quem diria que, depois de uma cirurgia de fêmur e dois braços com polifratura ele abraçaria a prancha após quatro meses? Não foi fácil. Sair de uma cadeira de rodas, fazer fisioterapia por três horas diárias, alimentação equilibrada, e ter em mente um objetivo. Voltar a surfar e a jogar tênis e futebol.

Para quem o conhece pessoalmente, sabe de sua paixão pelo esporte. E é disso que precisamos para fomentar nossa existência, motivo para continuar a viver a vida bem vivida. A mente nesses momentos é uma traiçoeira, os sabotadores de endorfina ficam de plantão para atormentar. Vi, em muitos momentos, nesses meses de recuperação, um olhar perdido, sem luz, sem brilho. Mas, a grande força de Deus que não deixava ele esquecer de uma batida frontal de um  carro pequeno (o dele), contra uma camionete; um capotamento com princípio de incêndio; um resgate em um açude seco com paredes difíceis de amparo; a viagem do local de Pombal/PB para João Pessoa; o socorro na urgência; as cirurgias; a reabilitação; tantas pedras no caminho para ele driblar que o comando da cabeça. EU QUERO, EU CREIO, EU POSSO tinha que estar ligado permanente em forma de amor e prece.

Hoje é o dia do aniversário de 6 anos. Um dia de muita gratidão para os familiares, a desconhecidos, médicos, enfermeiros, acompanhantes anônimos que dividiram suas dores nas eternas horas de hospital; aos amigos que chegavam e fizeram um verdadeiro mutirão de amor, um plantão noturno de brincadeiras para ele enxergar o quanto é querido, amado e abençoado.

trio

O irmão José Eduardo que também se apzixonou pelo esporte e o pai do coração, André, referência para a prática do surf

A prescrição médica existe para ser seguida. Ele cumpriu sem questionar, resignado em sua condição física. A coragem de vencer e de melhorar como pessoa também. Mas a grande prova é a da FÉ. Em meio ao desespero de perder meu filho, eu chorava muito, mas o Espírito Santo mandava uma força que só quem sente é quem  entrega e confia. Minha mensagem hoje é para que todos não percam a fé, a coragem e o amor. Amor incondicional não só pelos filhos, mas para todos que precisam de uma palavra, de uma atitude.

Destaco também o quanto o esporte, como é importante na vida das crianças. Cassimiro sempre praticou natação, basquete, futebol e começou a surfar bem cedo, aos 6 anos. Sempre muito ativo e cheio de energia. Esse foi o melhor investimento que fiz, motivar e levar para os treinos e competições desde o tempo de HC e Marista.  Essa condição de atleta, ajudou muito durante o tratamento, uma vez que fez jejum sem sofrer, e as cirurgias foram num espaço de tempo curto pela resposta física e orgânica. Depois, o sonho de voltar a surfar e a jogar. A primeira partida de tênis com o médico que o acompanhava, foi uma emoção tão grande que não conseguia fotografar de tanto chorar. E ganhou bravamente e sem dor, “Meu medo era que as placas e os parafusos saíssem pelos músculos”, tal  minha aflição.

Nesse mundo que precisamos sempre estar perto de quem nos faz bem, mas também de fazer o bem a quem não tem e precisa, necessitamos de depoimentos positivos para seguir em frente, de louvar e agradecer.

As experiências científicas são divulgadas como prova da sabedoria humana e os depoimentos de pessoas que passaram por situações de doença e cura também devem ser propagados para sacudir e acordar. Cientificamente os médicos já se rendem para o poder da fé. O desequilíbrio emocional torna o mundo doente. Precisamos crer no poder da oração, da resiliência e da fé.

Cassimiro tem 33 anos completos em 30 de setembro, desses, 6 anos que Deus mostrou e provou que existem milagres e me deu um presente lindo para eu sorrir e cantar como eterna aprendiz.

 

 

 

 

 

Tags:, , , , ,

A confiança em Deus é o bálsamo! Por Albany Dutra já no ar.

 Bom dia a Todos

Por Albany Dutra

Foto; Graciema Carneiro Agreste Potiguar

Foto: Graciema Carneiro
Agreste Potiguar

Tags:, , , ,