Jornalistas têm até o dia 5 de julho para cadastrarem suas matérias na edição 2018 do prêmio Estácio de jornalismo. Premiação total é de R$ 125 mil.

Ainda há tempo para jornalistas de todo o Brasil inscreverem seus trabalhos na edição 2018 do Prêmio Estácio de Jornalismo. O evento tem o objetivo de fomentar a produção pela imprensa de matérias jornalísticas que abordem o Ensino Superior no Brasil. O prêmio é hoje o mais importante e tradicional dedicado exclusivamente à temática e contemplará reportagens inéditas de todas as regiões geográficas do território nacional, que tenham sido publicadas ou veiculadas entre os dias 11 de junho de 2017 e 2 de julho de 2018.

Desde a sua criação, a coordenação do prêmio vem percebendo que, além do crescimento do número de reportagens inscritas, há um aumento expressivo da qualidade e da diversidade de temas propostos. Matérias cada vez mais elaboradas e estruturadas mostram que os jornalistas estão se dedicando e se aprofundando para produzir mais trabalhos de “fôlego” sobre o ensino superior. A Estácio acredita que as boas produções podem contribuir e trazer para sociedade mais conhecimento e mostrar a real missão do ensino superior e como ele pode transformar vidas.

Até o momento, o prêmio registrou a participação de mais de mil jornalistas e profissionais de imprensa, que inscreveram mais de 1.800 reportagens veiculadas em 26 estados e no Distrito Federal. Foram mais de 100 premiados, entre concorrentes individuais e equipes.

 

 INSCRIÇÕES E PREMIAÇÃO

O prêmio conta com uma plataforma online de inscrição, que poderá ser acessada por meio deste site. O processo de inscrição é prático, seguro, rápido e é possível fazer o upload dos arquivos das reportagens via plataforma. As inscrições poderão ser efetuadas até o dia 5 de julho de 2018. Cada concorrente poderá inscrever até 5 (cinco) matérias.

A edição 2018 distribuirá 9 (nove) prêmios no valor total bruto de R$ 125.000,00 (cento e vinte e cinco mil reais), os quais sofrerão os devidos descontos legais, divididos da seguinte forma:

 Modalidade Nacional

 

Impresso (jornal e revista) – R$ 15.000,00 (quinze mil reais);

TV – R$ 15.000,00 (quinze mil reais);

Rádio – R$ 15.000,00 (quinze mil reais);

Internet – R$ 15.000,00 (quinze mil reais).

 

Modalidade Regional

Impresso (jornal e revista) – R$ 10.000,00 (dez mil reais);

TV – R$ 10.000,00 (dez mil reais);

Rádio – R$ 10.000,00 (dez mil reais);

Internet – R$ 10.000,00 (dez mil reais).

 

 Prêmio Principal

Grande Prêmio Estácio de Jornalismo – R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais).

Todos os vencedores receberão certificado e troféu alusivos à premiação.

 JULGAMENTO

A apreciação das reportagens será realizada em três etapas:

Na primeira etapa, uma comissão da Estácio ficará encarregada de fazer uma pré-seleção dos trabalhos. Caberá a esta comissão averiguar se os trabalhos inscritos seguem os critérios definidos pelo regulamento.

As reportagens que atenderem aos critérios do regulamento serão encaminhadas para a Comissão de Seleção. Esta comissão será integrada por professores universitários de Jornalismo da Estácio, com atuação no mercado de trabalho em várias partes do país. Caberá a eles indicar os 3 (três) finalis

tas de cada categoria (Impressa, TV, Rádio e Internet), nas modalidades Nacional e Regional.

Na terceira e última etapa, uma Comissão de Premiação, composta por formadores de opinião de projeção nacional, terá a função de indicar os vencedores do Prêmio Estácio de Jornalismo – edição 2018 em cada categoria e também o vencedor do prêmio principal, o Grande Prêmio Estácio de Jornalismo. Os membros da Comissão de Premiação serão conhecidos e divulgados ao longo do processo.

 RESULTADOS

Os finalistas terão seus nomes divulgados em setembro e o anúncio dos vencedores será feito durante solenidade, em lugar e data a serem divulgados oportunamente.

Mais informações:

Andre Marins: (21) 3311-9835

Fernanda Franciosi: (21) 3311-9359

E-mail: imprensa@estacio.br

Facebook: www.facebook.com/PremioEstacioDeJornalismo

Tags:, ,

Romance ‘O Bálsamo’ da Professora da UFRN recebe prêmio literário da UBE-RJ, nesta 4ª feira.

Tereza Custódio recebe da nesta quarta-feira, 8 de novembro, da Diretoria da União Brasileira de Escritores UBE-RJ, o prêmio Permínio Asfora – 2017 pelo Romance ‘O Bálsamo’.

O romance é um relato surpreendente da vida e da morte entrelaçado com os sentimentos de amor, dor e resiliência. A narrativa sobre o desamparo infantil e a longevidade leva-nos a cruzar com personagens densos ao interior do universo humano, envolvendo o leitor da primeira à última página. Uma história emocionante inserida em um contexto histórico e político do país e pincelada com 22 letras de músicas.
A personagem Lara Castro fica órfã de mãe aos cinco anos de idade. A partir daí, começa seu calvário ao conviver com um pai alcoólatra, uma empregada doméstica autoritária e uma madrasta negligente. Como resquícios desse passado, ela constrói uma vida permeada de um casamento abusivo. Aos quarenta anos, ao cuidar da avó materna, demite-se de um trabalho estafante, e adentra em um novo campo profissional como cuidadora de idosos. Ao cuidar de pessoas negligenciadas, demenciadas e violentadas pela família, surge um sentimento de solidariedade, paciência e compaixão e aos poucos, Lara vai recuperando a capacidade de superação das vitimizações e danos psicológicos que vivenciou na infância. No Solar Geriátrico, seu coração começa a descongelar ao conhecer Dr. Raphael.


A autora, TEREZA CUSTÓDIO, nasceu no Ceará em 1952 é professora do IFRN. Graduada em Letras pela UFRN com pós em Línguas Estrangeiras (Inglês-UFRN e Espanhol-Salamanca / Espanha). Romancista, cordelista e trovadora premiada pela União Brasileira de Trovadores de JF/MG. Membro da União Brasileira de Escritores (UBE-RN). Seu primeiro romance “O BÁLSAMO” 270 p. Ed. Chiado / Portugal.

O livro foi aprovado pela SEEC-RN e SMEC-CE para fazer parte do acervo das bibliotecas escolares. Lançado na XII Bienal Internacional do Libro do Ceará e em Aveiro-Portugal. Seu livro infantil “A Vida Colorida de Vitória” será lançado em 2018, como também um cordel sobre a “Discriminação na Raça Negra”. Em andamento seu segundo romance sobre uma sertaneja agnóstica.

Veja a lista dos livros agraciados com o prêmio e serão entregues no Instituto Cravo Albin no Rio de janeiro, nesta quarta-feira.
ANA MARIA PEREIRA/ RJ – Prêmio Maura de Sena Pereira – Poesia – “AS PALAVRAS SOPRAM”, 2016.
BEGOÑA MONTES ZÓFIO/ ESPANHA – Prêmio Geir Campos – Poesia – “PASSAGEM DE VOLTA”, (bilíngue), 2016.
BENEDITO VASCONCELOS MENDES RN- Prêmio Orígenes Lessa – “HISTÓRIA DA MINHA VIDA PROFISSIONAL”, 2016.
DIANA GUENZBURGER/ RJ – Prêmio Mauritônio Meira – Conto – “O FANTASMA DE PAQUETÁ (E OUTRAS HISTÓRIAS)”, 2015.
DOMÍCIO PROENÇA FILHO/RJ-Prêmio Astrogildo Pereira – Crítica/ Crônica-“LEITURA DO TEXTO, LEITURA DO MUNDO”, 2016.
EDSON MONTEIRO/ RJ – Prêmio Moacyr Werneck de Castro – Biografia -“BIOGRAFIA DO SENADOR JARBAS MARANHÃO”, 2016.
ELINALVA ALVES/CE-Prêmio Stella Leonardos-livro infantil-“O CORAJOSO MENINO TORNA-SE PRÍNCIPE NA CIDADE LUZ”,2016.
ELIZABETH GONTIJO/ MG – Prêmio Almeida Cousin – Poesia – “MARCAS D’ÁGUA”, 2016.
EVANILDO BECHARA/ RJ e RICARDO CAVALIERE/ RJ (Editores) – Prêmio Celso Cunha – língua portuguesa –
“CONFLUÊNCIA, Revista do Instituto de Língua Portuguesa”.
FABIO CUPERTINO MORÍNIGO/ RJ – Prêmio Evaristo de Morais Fº – Historiador – “HFSE PROSSEGUE”, 2016.
GASTÃO RÚBIO DE SÁ WEYNE/ SP – Prêmio Dias da Costa – Poesia – “MEUS SONETOS LUSÓFILOS”, 2016.
GILBERTO MENDONÇA TELES/ RJ-Prêmio Rodrigo Octávio Fº- Poesia -“O TERRA A TERRA DA LINGUAGEM”, 2016.
GISLENO FEITOSA/ PI – Prêmio Malba Tahan – “MEDIQUÊS”, 2015.
IGOR FAGUNDES/ RJ – Prêmio Afrânio Coutinho – Ensaio/ Crítica – “POÉTICA NA INCORPORAÇÃO – MARIA BETHÂNIA, JOSÉ INÁCIO VIEIRA DE MELO E O OCIDENTE NA ENCRUZILHADA DE EXU”, 2016.
ÍTALO SUASSUNA/RJ-Prêmio João Condé-Memorialista -“JOÃO CABRAL DE MELO NETO-O OUTRO FIO DA FACA”,2015.
JÔ MENDONÇA/ PB – Prêmio Rodrigo Octávio Filho – Poesia – “POESIAS CANTAM”! , 2016.
LEANDRO FERNANDES/ PI – Prêmio Eduardo Tourinho – poesia – “palavra SERtão”, 2017.
LUIZA LOBO/ RJ – Prêmio Umberto Peregrino – CONJUNTO DA OBRA.
LYDIA SIMONATO/ RJ – Prêmio Alice Leonardos da Silva Lima – Poesia – “DITOS POR NÃO DITOS”, 2016.
MANOEL HERCULANO/ RJ – Prêmio Raul Pedroza – Poesia – “Ô DE CASA – RIO MARANHÃO”, 2016.
MARCELO MOURÃO/ RJ – Prêmio Murillo Araújo – Poesia – “MÁQUINA MUNDI”, 2016.
MARINA G. T. PARANHOS/ RJ – Prêmio Moacyr Félix – CONJUNTO DE OBRA ACADÊMICA.
NÉLIDA PIÑON/ RJ – Prêmio Jorge Amado – CONJUNTO DA OBRA.
REILA GRACIE/ RJ – Prêmio Peregrino Júnior – Biografia – “CARLOS GRACIE – O CRIADOR DE UMA DINASTIA”, 2016.
TÂNIA ZAGURY/ RJ – Prêmio Zora Seljan – CONJUNTO DE OBRA NA EDUCAÇÃO.
TATIANA ALVES SOARES CALDAS/ RJ – Prêmio Saldanha Coelho – CONJUNTO DA OBRA.
TEREZA CUSTÓDIO/ CE – Prêmio Permínio Ásfora – Romance – “BÁLSAMO”, 2017.

Tags:, , ,

Inscrições abertas para o Prêmio Sebrae Top 100 de artesanato

Se o seu negócio é artesanato, procure a unidade do Sebrae mais perto de você ou entre em contato pela Central de Relacionamento 0800 570 0800 e informe-se sobre a 4ª edição do Prêmio Sebrae TOP 100 de Artesanato ou acesse ao link www.top100.sebrae.com.br e inscreva-se até 15 de dezembro.Quem pode participar?Artesãos, MEIs, pequenas e microempresas, associações e cooperativas têm chances de reconhecimento pela criação, qualidade, gestão, produção e distribuição.SEBRAE TOP 10

O Prêmio Sebrae TOP 100 de Artesanato tem como objetivo reconhecer e valorizar o trabalho realizado por artesãos de todo o País, selecionando as 100 unidades produtivas mais competitivas do Brasil.

Qualidade estética e valor cultural são importantes para a confecção de peças artesanais, porém o que diferencia o Prêmio é o fato de a avaliação ir além desses quesitos e levar em conta outros elementos da cadeia de produção e comercialização do artesanato.

Critérios

Na 4ª edição, as 100 unidades produtivas mais competitivas no Brasil serão selecionadas de acordo com 11 critérios de mercado:

  • Política de inovação;
  • Qualidade dos produtos;
  • Identidade e compromisso cultural;
  • Embalagem;
  • Condições de trabalho;
  • Sustentabilidade ambiental;
  • Organização da produção;
  • Adequação econômica dos produtos;
  • Práticas comerciais;
  • Responsabilidade social;
  • Planejamento e gestão.

 

Etapas do Prêmio:

  1. Inscrições: de 15 setembro até 15 de dezembro de 2015
  2. Realização das 3 etapas do júri: de fevereiro a junho de 2016
  3. Divulgação dos resultados: de 01 a 15 de julho de 2016
  4. Prazo para recursos: até sete dias corridos a partir da divulgação dos resultados
  5. Premiação: setembro 2016                                                                         Via SEBRAE RN

 

Tags:, , ,

Débora Seabra recebe prêmio Darcy Ribeiro amanhã em Brasília

Marcelo Canellas entrevista Débora Seabra de Moura, veja a matéria exibida no Fantástico de julho de 2013

O salão nobre da Câmara do Deputados em Brasília será o local, nesta terça-feira, 27, da ceriomônia de entrega de um dos prêmios mais representativos na vida da primeira professora com Síndrome de Down do país que desafiou seus limites e lutou com sua mãe em defesa de tantos portadores sem as mesmas oportunidades, mas que somam a esse reconheicmento por um Brasil melhor e mais inclusivo.

Débora é um exemplo de luta e garra. Não posso deixar de registrar que sua mãe, Margarida Seabra fez o que todas as mães gostariam de realizar em favor de uma vida digna e de esperança para um filho, e, principalmente, acometido pela Síndrome de Down. À essa desbravadora, dedido esse registro com toda a honra que ela merece. Vejo Debinha como uma bandeira tremulando em defesa dos direitos, principalmente o de Ser feliz, representando milhares de anônimos espalhados por esse Brasil afora.
Muitos já foram os prêmios e reconhecimentos, lembro bem o início dessa trajetória, nos idos de 1998 quando Débora participava como protagonista dos projetos da Companhia Terramar. A emoção no ginásio do antigo CEFET, ainda rompe em meu peito. Débora no palco segurando um globo pedindo igualdade social.
De lá pra cá, uma verdadeira evolução fazem parte dos escritos da história da inclusão social brasileira. Uma transformação social, um crescimento em número de portadores que não estudavam, não trabalhavam e não viviam com dignidade. Hoje, temos em salas de aula e em todos os espaços públicos. Um rompimento de preconceito. Tenho o maior orgulho de ter participado de alguns momentos, entre eles como jornalista, assessorando Débora, na Escola Doméstica, para participar da entrevista com o jornalista Marcelo Canellas, quando veio a Natal fazer a matéria para o Fantástico, em 2013. (link acima).
Outro destaque foi quando Débora chegou para trabalhar na Escola Doméstica como auxiliar da Educação Infantil pelas mãos de sua mãe e pelo olhar visionário e humanista da eterna educadora Noilde Ramalho que a acolheu com toda a confiança que merecia. Inesquecíveis momentos! E amanhã teremos mais um. Mais um reconhecimento, de muita importância para a Educação e para orgulho do nosso estado. Débora vai receber o prêmio Darcy Ribeiro. Parabéns ao Deputado Rafael Mota (PROS/RN) que defendeu sua indicação.Convite virtual

Débora Seabra de Moura primeira professora com Síndrome de Down do país

Débora Seabra de Moura primeira professora com Síndrome de Down do país

Tags:, ,

Parabéns para a equipe da Tribuna do Norte!

Orgulho para nosso estado.  Parabéns para a TN e à equipe de jornalistas vencedores do Prêmio de Jornalismo Econômico Iberoamericano, promovido em sua 5ª edição pela escola de negócios IE Business School.

A Tribuna do Norte é uma das quatro vencedoras entre os mais de 250 trabalhos inscritos, procedentes de aproximadamente 100 meios de comunicação da América Latina.

Equipe premiada

Equipe premiada

E é hoje que a s jornalistas Renata Moura e Cledivânia Pereira estão na Casa da America, em Madri, na Espanha, onde recebem a homenagem.

A reportagem “Competitividade – a batalha brasileira em tempos de crise”, veiculada no dia 25 de maio deste ano, é uma das quatro vencedoras entre os mais de 250 trabalhos inscritos, procedentes de aproximadamente 100 meios de comunicação da América Latina. A reportagem da TN é a única brasileira premiada.

Confira matéria completa TN online

Tags:, , , ,

Débora Seabra é vencedora do prêmio Darcy Ribeiro da Câmara Federal

Débora Seabra de Moura primeira professora com Síndrome de Down do país

Débora Seabra de Moura primeira professora com Síndrome de Down do país

A norte-rio-grandense Débora Seabra de Moura é uma das três figuras finalistas da Comissão de Educação da Câmara Federal ao Prêmio Darcy Ribeiro de Educação – Edição 2015. A escolha foi no dia 12 de agosto e os agraciados deste ano, dentre os 10 finalistas, foram: Daniel Tojeira Cara, Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e a Professora Débora Seabra. A cerimônia de entrega do prêmio ocorrerá no dia 27 de Outubro, no Salão Nobre do Edifício Principal da Câmara dos Deputados.

Débora é a primeira professora com síndrome de Down no País. Natalense de 34 anos, nos últimos anos dedicou-se à educação infantil, à defesa da inclusão na escola regular de professores e à defesa de estudantes com deficiência nas instituições de ensino. Além disso, a educadora lançou recentemente o livro “Débora conta Histórias”, um apanhado de fábulas infantis que contêm mensagem de apoio ao direito de ser diferente. O Deputado Rafael Mota (PROS/RN) defendeu sua indicação “Ela é um exemplo de inclusão social no nosso país, mostrando que as pessoas são capazes, que a gente pode ter um Brasil melhor com exemplos como o da Débora Seabra”.

Tags:, , ,